Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/5451
Título: Investigando o teste exploratório para aplicações móveis
Autor(es): Souza, Mariana Karina Miglionari de
Orientador(es): Endo, Andre Takeshi
Palavras-chave: Software - Testes
Android (Recurso eletrônico)
Aplicativos móveis
Computer software - Testing
Android (Electronic resource)
Mobile apps
Data do documento: 5-Ago-2020
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Cornelio Procopio
Citação: SOUZA, Mariana Karina Miglionari de. Investigando o teste exploratório para aplicações móveis. 2020. Dissertação (Mestrado em Informática) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Cornélio Procópio, 2020.
Resumo: A partir dos anos 90, os dispositivos móveis começaram a surgir, como smartphones, tablets e e-readers. Esses dispositivos contem aplicações móveis, que são brevemente chamadas de apps. Ha uma diversidade de usuários que utilizam tais dispositivos e consequentemente fazem uso das apps em seu dia-a-dia; portanto elas não devem apresentar problemas que atrapalhem a experiência do usuário. Para diminuir a incidência de defeitos em tais apps, são aplicados testes durante o processo de Engenharia de Software. Uma técnica muito utilizada pela indústria e o Teste Exploratório (TE), uma abordagem de teste manual que dispensa o uso de scripts, conduzindo o testador a utilizar seu próprio conhecimento e criatividade para conduzir os testes. Desta forma, o testador utiliza suas praticas e habilidades, contando com menor dependência da documentação. O objetivo deste trabalho e investigar a utilização do TE em apps. Especificamente, foi realizado um estudo exploratório com diversas apps, e um experimento que foi conduzido com profissionais da área. O estudo exploratório foi dividido em duas etapas. A primeira etapa consistiu em testar apps open source e a segunda apps desenvolvidas por uma empresa de desenvolvimento. Com base nos resultados obtidos, foi proposta uma extensão ao TE para incluir um mapa de oportunidades (MO). O MO ˜ e um mapa mental de cenários que se pode explorar referente a uma app em especifico. No experimento com profissionais, o TE usando MO foi comparado com o TE tradicional. Foi possível observar resultados positivos em relação a efetividade do TE em apps móveis, ou seja o quanto esta abordagem alcançara os objetivos que lhe foram empregados (KLEINSORGE, 2015). Além disso, o experimento revelou que e possível realizar refinamentos a fim de tornar o TE mais efetivo na detecção de bugs. Ao adotar o MO, os resultados apontaram que este detecta mais bugs e de diferentes tipos se comparado com o TE tradicional.
Abstract: From the 1990s, mobile devices started to emerge, such as smartphones, tablets and e-readers. These devices contain mobile applications, which are briefly called apps. There are a variety of users who use such devices, and consequently make use of apps in their daily lives; therefore, they should not have problems that hinder the user experience. To decrease the incidence of failures in such apps, tests are applied during the Software Engineering process. A technique widely used by the industry is Exploratory Testing (ET), a manual testing approach that dismisses the use of scripts, leading the tester to use his own knowledge and creativity to conduct the tests. In this way, the tester uses his practices and skills, relying less on documentation. The aim of this work is to investigate the use of ET in apps. Specifically, an exploratory study was conducted with several apps, and an experiment was conducted with professionals. The exploratory study was divided into two stages. The first step consisted of testing open source apps and the second one with apps developed by a development company. Based on the obtained results, an extension to the ET was proposed to include an opportunity map (OM). OM is a mental map of scenarios that can be explored for a specific app. In the experiment with professionals, the ET using OM was compared with the traditional ET. We observed positive results regarding the effectiveness of ET in mobile apps. In addition, the experiment revealed that it is possible to make refinements to make ET more effective in detecting bugs. When adopting the OM, the results showed that it detects more bugs and of different types when compared with the traditional ET.
URI: http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/5451
Aparece nas coleções:CP - Programa de Pós-Graduação em Informática

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CP_PPGI_M_Souza,_Mariana_Karina_Miglionari_2020.pdf
  Disponível a partir de 5000-01-01
3,01 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir Solicitar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.